Lemnis » Antroposofia, Homeopatia e Farmácia de Manipulação

» Fitoterapia

20.09.16

Opuntia fícus indica (Cacti-Nea) ou Figo da Índia e suas ações diurética e antioxidante.

por

Introdução

Nome científico: Opuntia fícus indica

Parte Utilizada: Fruto

Nome Popular: Figo da Índia

Celulite, pernas cansadas, período pré-menstrual, menopausa e obesidade são exemplos de situações e fases da vida das mulheres em que a retenção hídrica ocorre com bastante frequência. Cacti-Nea™ é obtido do fruto do cacto Opuntia fícus indica também conhecido como figo da índia, apresenta uma composição única em vitaminas, minerais, lipídeos, aminoácidos como cisteína e taurina, antioxidantes poderosos como glutationa, flavonóides, entre outros compostos fenólicos e betalaínas, potentes. Estudos comprovam o auxílio da Cacti-Nea™ no controle do peso corporal, através da sua ação diurética e antioxidante (Bisson et al., 2010).

Devido sua ação diurética, pode reduzir a retenção de líquidos, e por este motivo, a planta é chamada até mesmo de drenagem linfática em cápsulas.

Opuntia ficus indica

 

Efeitos e atributos

Função renal:

Contém grandes concentrações de nutrientes diuréticos como Magnésio Saiba mais »

1.12.15

Crisina: Um potente flavonoide que inibe o envelhecimento e aumenta a Testosterona

por

Introdução

A crisina (5,7-dihidroxi-flavona) é um flavonoide natural, extraído do mel, própolis e de várias plantas, principalmente a Passiflora caerulea, que tem se demonstrado como um inibidor da aromatase, uma enzima do citocromo P-450 que catalisa a conversão de andrógenos para estrógenos. A androstenediona e a testosterona atuam como substratos para a aromatase. A aromatase é também conhecida como estrogênio sintetase, sendo inibida pela Crisina in vitro.

Um estudo demonstrou que a ingestão de mel e própolis, por 21 dias, contendo Crisina, seria capaz de aumentar a concentração urinária de Testosterona em homens voluntários.

Passiflora caerulea

A crisina é por isso utilizada juntamente com os precursores ou os estimuladores da testosterona como o extrato de Tribulus terrestris, para inibir o processo nocivo de transformação da testosterona em estrogênios associados ao envelhecimento e a feminização dos homens. Os atletas e os body-builders utilizam a Crisina para alcançar resultados mais expressivos. Os indivíduos que apenas pretendem o aumento da sua testosterona e a redução dos estrogênios, adaptam o uso da Crisina em função dos resultados obtidos. Saiba mais »

24.02.15

Isoflavona de soja na menopausa

por

Introdução

A isoflavona de soja (Glycine Max L.) é um composto de soja que contém fitoestrogênio que pode ser utilizado para diminuir os sintomas da menopausa, TPM ou osteoporose. Ele reduz as ondas de calor, melhora o humor e o estado psicológico da mulher, diminui as doenças cardiovasculares, protege os ossos e diminui o colesterol.

Princípio ativo

Consiste em um conjunto de substâncias naturais retiradas da soja, chamadas isoflavonas. Sua atividade é semelhante aos hormônios femininos, dentre os quais o genisteíne e o daidzeíne são considerados vitais para a saúde da mulher. Existem fortes evidências que estes fitoestrógenos previnem reabsorção óssea, aumentam a densidade óssea e reduzem o colesterol. Os efeitos estrogênios dos fitoestrógenos podem ser úteis na prevenção de osteoporose e doenças cardiovasculares. Um nível anormal de estrógeno no sangue pode afetar a função reprodutiva, a saúde dos ossos, e provavelmente outros órgãos do sistema. As isoflavonas podem neste caso, exercer seu efeito estrogênico, elevando os níveis destes hormônios fornecendo-lhes todos os benefícios do tratamento realizado com hormônios sintéticos ou semi-sintéticos. Estas propriedades normalizadoras são oriundas do efeito estrogênico dos isoflavonóides. Isoflavona também é rico em saponinas, que são substâncias imunoestimulantes, e também é uma excelente fonte de ácido fítico, o qual se acredita quelar os íons férricos em excesso no organismo e prevenir a formação de radicais livres.

Isoflavona de soja Saiba mais »

24.02.15

Extrato de Romã (Pomegranate): Um potente anti oxidante

por

Introdução

Nome científico: Punica granatum L.

Família: Punicaceae

Parte Utilizada: Casca

Nome Popular:Romã

Sendo um fruto mencionado frequentemente na Bíblia que se diz ter sido originado no Jardim do Éden, a romã foi uma característica da decoração do templo do rei Salomão. É um fruto vulgar no Mediterrâneo Oriental e Médio Oriente, onde é tomado como aperitivo, sobremesa ou é transformado numa bebida alcoólica.

Nativa do Oeste da Ásia, mas aclimatada às restantes regiões desse continente, nas Américas e Leste da África, é uma árvore perene de folhas ovadas e flores chamativas de cor vermelha com pétalas cerosas, que aparecem no verão.

O Fruto é coberto por uma casca coreácea de cor castanho brilhante e contém suco carmesim em bolsas individuais, contendo cada uma grande semente.

O pericarpo e o líquido das sementes encerram propriedades adstringentes. A casca contém grande quantidade de tanino, grenadine, punicina e ácido gálico.

Romã (Pomegranate) Saiba mais »

« Página anterior Próxima Página »

LEMNIS FARMÁCIA • Av. Carandaí, 58 - Santa Efigênia • (31) 3245-0560. » Fazer login
Belo Horizonte, MG - Brasil. Farmacêutica Responsável: Eliane Maria Silva Azevedo CRF 9258
DoDesign-s Design & Marketing